quinta-feira, 8 de março de 2012

Terceiro Luar


Terceiro Luar

O ciclo se formou
E a primeira tríade lunar se fechou
Em seu encanto de tempo em tempo,
Em sua luz magistral;
Agora os vapores se elevam
Em formas variadas
E as cinzas sopradas aos ventos
Cumprirão seu papel.

O magnetismo desta noite
E as linhas que se escrevem
Contam um canto pouco ouvido
Que a muito não é cantado,
E em conjunto aos bons pensamentos
E os fluidos da vontade
Desenharão novos caminhos
Que se mostrarão em visões e promessas
No decorrer dos passos a serem dados.

O tempo guarda suas vestes
De outrora e de amanhã,
Com suas cores parecidas
Vestem aqueles que o clamam
Sobre a luz do luar.

Agora transforme a realidade
Neste dia nesta hora,
Como os antepassados já fizeram
Em seus dias de muitas glórias
Que ecoam no presente
E se fazem no agora.

São possíveis tantos sonhos,
Tantos feitos em tantas buscas,
Que o poeta se arrisca
E se passa por profeta
Escrevendo sua vida
E lançando suas pedras.

Terceiro luar, ilumine o caminho
E mostre o trajeto
Entre os dias que virão e suas lutas;
Escreva as paginas ainda inéditas
Em suas linhas bem traçadas,
Que as palavras ganhem vida
E não sejam usurpadas,
Dando força a esse combatente
Em sua jornada, seguindo passo a passo,
Seu caminho, sua saga,
Como ave livre que abre suas asas,
Agora é o início de um novo ciclo
Que se inicia na luz do terceiro luar.

W. R. C.

Nenhum comentário:

Postar um comentário